O dia que quase morri no ônibus

Sabe quando nós temos um dia normal até que você sem querer se mete numa situação perigosa?
Ok, não apenas perigosa. Mas uma situação que você só percebe que acontece quando você está nela, as probabilidades de morte (melhor: da SUA morte) são altíssimas, não há escapatória e no fim tudo vira uma história para seus amigos rirem da sua cara ignorando o fato que você sobreviveu?

Isso já aconteceu comigo.

Era um domingo ensolarado. Os passarinhos cantavam, o cachorro saltitava lépido e faceiro no quintal e as flores sorriam para mim, fazendo com que eu me sentisse num filme da Disney.
Nesse dia ia encontrar meus amigos na casa do Carlos para irmos todos juntos assistir ao maior evento nerd musical do ano: a VIDEO GAMES LIVE, que nada mais é que uma orquestra que toca músicas épicas de jogos de videogame. É até bem legal e extremamente bem trabalhada, mas outro dia comentarei sobre ela.
Me arrumei para sair de casa às 14h e tudo corria bem até eu me despedir da minha mãe. Abracei, dei um beijinho e fiz a pior coisa que um filho pode fazer.
Ela viu a minha camisa e comentou:

- Filho, você vai sair com a camisa do Vasco?! Sei não hem!
- VALEU MÃE, TCHAU, UHUL!



Manto numas horas, abadá da morte em outras.


Sim. Ignorei um conselho materno e sem saber assinei uma passagem só de ida pro inferno.

Saí tranquilo de casa. Tinha disposição de sobra pois a minha noite de sono foi maravilhosa, estava feliz porque o dia estava lindo e - O QUE É AQUILO? - caramba, achei CINCO REAIS NO CHÃO! Tudo indicava que era meu dia de sorte, que o vento soprava ao meu favor e que meu horóscopo provavelmente tinha fotos dos ursinhos carinhosos ao invés de frases decadentes.
Entrei no ônibus rumo à casa do Carlos e coloquei meu fone de ouvido. Fiquei viajando ouvindo as musicas que eu gosto pensando em como tudo estava sendo feliz e que eu tinha sorte por estar vivo.

O ônibus chegou na Freguesia (um bairro aqui do RJ que fica a 40 min do Centro) e entrou um cara com a camisa do Flamengo no ônibus. Olhei para ele e não me importei. Só que entrou outro. E mais um. E outro. Estranhei a situação e tirei o fone do ouvido. Admito que o cu fechou depois que ouvi os seguintes gritos:

- ABRE ESSA PORRA DESSE ONIBUS SEU MOTORISTA FIDAPUTA, TO COM UM BONDE INTEIRO AQUI, VO ARREBENTAR TUA CARA E TACAR FOGO NESSA PORRA!

Olhei ao redor do ônibus e tudo que eu vi era um mar rubro negro. Pelo menos 60 mulambos estavam do lado de fora forçando a entrada na tentativa de não pagar passagem.
De repente caiu a ficha.
Era domingo. Quase 16 horas.Sem dúvidas todos aqueles mulambos eram integrantes de uma torcida organizada onde tinha mais gente do que diplomas e sentariam o cacete em qualquer um que não fosse fiel à seus propósitos primitivos.
Era dia de Fla-Flu.
E eu estava com a camisa do Vasco.


DEEEEEEEEEEU

Sem brincadeira, quando fique a par da situação acho que bati o recorde mundial de "Pessoa que tira a camisa, o fone de ouvido, desliga o celular, coloca tudo na mochila e abraça ela fazendo cara de poucos amigos" mais rápido. Isso tudo foi feito em menos de 2 segundos, o tempo exato deles conseguirem quebrar a porta e invadirem o ônibus.

E veio aquele mar de gente fedida e ignorante em cima de mim. Literalmente, porque não tinha espaço pra tanta gente no ônibus. Um cara sentou no meu colo, outro ficou em pé entre eu e o banco da frente, outro sentou na minha cabeça e outro no meu ombro. Estava cercado por pessoas que cantavam "TRICOLOR EU VOU ROBAR, VASCAINO MANDO PRO SOUZA AGUIAR"

Eu estava sem camisa num dia CHUVOSO, onde qualquer pessoa com um par de neurônios ia desconfiar de mim. Tudo que eu imaginava era "Caralho, se eles pegarem a minha mochila e verem a minha camisa do Vasco dentro dela eu tô fudido. Tudo que posso fazer é sair por essa janelinha, mas eu não sei se eu pas-"
Fui interrompido. Um negão de 2 metros de altura me chamou.

- Ô PARCERO, COÉ TEU TIME?

Dentre as opções, qual você acha que eu respondi?
a) SOU MENGÃO! TU ÉS TIME DE TRADIÇÃO!!
b) NÃO TE INTERESSA, SEU PUTO!
c) Sou vascaíno, mas por que fazer alarde? Nessa sociedade pop contemporânea já temos tantos motivos de segregação, por que o futebol que é uma coisa tão bonita tem que ser mais uma? Que tal nos lembrarmos do profeta dizendo "gentileza gera gentileza" e ignoremos essa pequena diferença entre nós?

Como eu ainda estou vivo, não utilizo aparelhos para respirar, não tenho deformações no meu corpo e nunca fiquei em coma, é claro que foi a letra A. Em Roma, faça como os romanos. No mulambus, faça como os mulambos!

Respondi:
- SOU MENGÃO PARCERO!
- OPA, VALEU BRAÇO! FICA DE OLHO ENTAO NESSE FERRO AQUI!

Cara, ele me deu uma barra de ferro de quase 50cm.
UMA BARRA DE FERRO.
Na moral cara... É muita ignorância brigar. Agora você adiciona TORCER PARA O FLAMENGO mais uma BARRA DE FERRO e você verá o nível do povo que tava comigo.

Coloquei a barra de ferro do meu lado. Se desse merda, pelo menos tinha alguma coisa para quebrar a janela e fugir como uma moça.


Tu acha mesmo que eu ia encarar?

A viagem seguia tensa. Decidi conversar com os caras no meu colo/ombro/frente. Comecei perguntando de onde eles eram, onde ficava a sede da torcida... Quando eu ouvi.

- Passa o celular, viado.

Putaquepariu... Eu tava me saindo tão bem, o cara me deu até a barra de ferro, poxa! Ja ia pegar o celular, quando olhei para trás e vi que não era comigo. Era com o tiozinho que tava atrás de mim.

- Já falei pra dar o celular, porra!
- Não vou dar não! Só tenho esse cara, não vou dar!
*barulhos de soco na cara*
- Não vai dar não, porra? FALEI PRA DAR!
- Sninf.. Não vou dar não powrra... Sninf.. Só tenho esse cara...

Comecei a ficar com pena do cara e, da maneira mais sádica possível, fiquei feliz. Feliz porque camisas de times rivais a gente tira, mas essa tua cara de babaca vai ficar ai, tio. Foi mal.
Em outras situações eu até faria alguma coisa. Mas aquela era uma situação que eu não poderia fazer nada. Comecei a meditar para ignorar tudo ao meu redor na tentativa de me acalmar e esquecer que tava frio pra caralho.
Chegamos no Shopping Iguatemi, que fica a 10 minutos do Maracanã. A mulambada se preparou para sair e os meus recém feitos coleguinhas se despediram de mim. Tudo para eu quase me fuder de novo.
Os tordedores da torcida do Vasco se chamam de FAMÍLIA. As do Flamengo PELOTÃO.
Fui me despedir deles com um sonoro:

- VALEU IRMÃO, SE CUIDA NESSE JOGO FFFFFFFFFFFFFFFFF----

Tudo quase puxando um FAMÍLIA. Ainda bem que minhas sinapses são rápidas, então malandro que sou, emendei logo um:

- FFFFFFFFFFERA!

Eles foram embora. Finalmente. Não despertei suspeitas e ainda estava inteiro. Bem melhor que o cara atrás de mim que ficou com a cara toda inchada, mas com o celular ainda no bolso. Ele começou a puxar assunto comigo.

- Porra cara, inacreditável esses torcedores ignorantes! Claro que apanhei, o que eu ia fazer? Sinceramente, se um deles fizesse alguma coisa com você, o que você faria?

Escroto que sou...

- PUXARIA MINHA BARRA DE FERRO. NUNCA SAIO DE CASA SEM ELA.

Moral da história: Fiquei de mulambo um dia, mas ganhei uma barra de ferro :)
Próximo
« Anterior
Anterior
Próximo »

20 comentários

Write comentários
Cesão
AUTHOR
23 de maio de 2010 15:31 delete

NUNCA SAIO DE CASA SEM ELA.

AUHAUHAUHAUAHUAHUAHUAHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUAHUAHUAHAUHAUHAUHAUAHUAHUAHAUHAUHAUHAUHAUHAUAHUAH

eu puxava a alavanca na hora e pulava do onibus no meio da serra

Reply
avatar
Mandy,rs.
AUTHOR
23 de maio de 2010 15:32 delete

Agora lembre-se, nuna ignore conselho de mãe.

Reply
avatar
Fernanda
AUTHOR
23 de maio de 2010 16:12 delete

HAHAHAHAHHAHA... Sua versão escrita conseguiu barrar sua versão contada.

Reply
avatar
Lin
AUTHOR
23 de maio de 2010 16:26 delete

HUASHUSAUHSAUHSAUHASUHASHSA puta merda cara! vc é mais azarado q eu =D

ps: por isso q eu só tenho blusas brancas =)

Reply
avatar
Malu
AUTHOR
23 de maio de 2010 17:21 delete

essas coisas so acontecem com voce primo,inacreditável ! AHAIAHAUAHAIAHIAHAI

Reply
avatar
Pepo
AUTHOR
23 de maio de 2010 18:23 delete

a versao que eu conhecia dessa historia era outra: vc pegou a barra de ferro fechou a cara e andou em direçao da cobradora apavorada. chegando lá largou a barra na mao dela e saiu do onibus.

alem de ter dado pros malucos a sua volta pra nao te baterem tanto...

enfim neh... mentir pra q? hahaha

moral da historia: se sua mãe diz q vc vai sentir frio num calor de 40o eh melhor vc levar um casaco...

Reply
avatar
Léo!
AUTHOR
23 de maio de 2010 18:30 delete

Caralhou. Melhro que isso só ouvir pessoalmente essa historia. Nunca esqueça a barra de ferro em casa no dia de jogo do flamengo né ? hUIHAIOUhaoiuHAOIUhiau

Muito bom !!

Reply
avatar
Yuri
AUTHOR
23 de maio de 2010 19:06 delete

XD AHUAHUAHAUAHUAHUAHU

>>> "- PUXARIA MINHA BARRA DE FERRO. NUNCA SAIO DE CASA SEM ELA." <<< muito bommmm XDkkkKKKKK

a historia escrita ta Fodaaaa XD ri muito....e olha q eu já tinha morrido de rir com vc contando pessoalmente.... e agora ela está eternizada aqui XDDD muito bom !!!!

Reply
avatar
Pedreira
AUTHOR
23 de maio de 2010 20:46 delete

HHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAHUAHAUHAUAHAUHA...

Reply
avatar
ehg
AUTHOR
23 de maio de 2010 23:20 delete

@Pepo: O final da trocadora foi depois da minha conversa com o cara. Só que sei la, não deu vontade de colocar ele. O que as pessoas iam pensar de um negão que faz maldade com as velhinhas? ;/
E eu nao entendi essa parada da volta que eu dei ai nao. Ninguem me bateu e eu nao dei nada pra ninguem.

Hunf!

Reply
avatar
Erosexy
AUTHOR
24 de maio de 2010 23:12 delete

CARAMBA...EU,SOU O CARLOS MENCIONADO NA HISTÓRIA,CONFESSO QUE NUNCA VI UM ROSTO TÃO ASSUSTADO DO MEU AMIGO COMO NESSE DIA!!

Abri a porta de casa todo feliz e o que vejo é algo como...


O________________________________________O'''

-Mlk,quase morri!

-MAS HEIN?!

Esse foi o nosso 'oi'

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
24 de maio de 2010 23:47 delete

puta merda eu tava na casa do carlos nesse dia, foi onde a gente reuniu pra depois partir pro video games live, e me lembro da minha pergunta
"porra infeliz pq tu se atrasou?"
e vejo a cara de terror do ehg respondendo
"mlk eu quase morri O.O" O.O<<< os olhos estavam de fato desse tamanho

Reply
avatar
25 de maio de 2010 00:18 delete

Caralho, que FODA!
Você é oficialmente meu ÍDOLO e ainda ganhou uma BARRA DE FERRO!!!
Na moral, o que foi "- PUXARIA MINHA BARRA DE FERRO. NUNCA SAIO DE CASA SEM ELA."?!?!?!
Sen-sa-ci-o-nal.
Tragédia de uns, comédia pros outros. XDDDD

Reply
avatar
25 de maio de 2010 12:16 delete

é.. praga de mãe sempre pega! hahahaha! muito divertido seu texto! morri de ri!! muito bom!

Reply
avatar
alice
AUTHOR
25 de maio de 2010 23:23 delete

Duas coisas...

1) "Sou vascaíno, mas por que fazer alarde? Nessa sociedade pop contemporânea já temos tantos motivos de segregação, por que o futebol que é uma coisa tão bonita tem que ser mais uma? Que tal nos lembrarmos do profeta dizendo "gentileza gera gentileza" e ignoremos essa pequena diferença entre nós?" --> mto bom, fiquei imaginando vc falando isso... =P

2)Fato: teus amigos vão rir da tua situação, mesmo que você quase tenha morrido (afinal, vc não morreu, né?) :D

sério, ri muito.

Reply
avatar
Nanda Rosadas
AUTHOR
30 de maio de 2010 22:24 delete

HUAHUAHUHAHAUHAUHAUHUAHUAHUAH Caraaaaaa... Comédia do ano!!! Eu quero uma barra de ferro tb!!huahaha Fodaaaaa Ehg! Muito Foda!!! huhauh
Nessas horas até virar flamenguista vale!huahua

Reply
avatar
Marcelo Lima
AUTHOR
17 de agosto de 2010 17:27 delete

Ta resolvido, vou te dar uma camisa da Mancha do Avaí e vc pode andar tranqüilo ai hahahaha

Só não vai poder usar aqui no Bairro da tua tia Zélia aqui em Fpolis, pq os Gaviões do Figueira vão te cobrir de beijinhos hehehe

Reply
avatar
Lucas
AUTHOR
4 de dezembro de 2013 16:47 delete

MORAL DA HISTÓRIA: TU DEVIA SER FLAMENGUISTA, CARALHO

Reply
avatar
Lucas
AUTHOR
4 de dezembro de 2013 16:47 delete

uma vez eu peguei um ônibus lotado da galera do Botafogo. só tinha lerdão tetudo com jeitão de virgem. achei até que tava indo pra um evento de anime

Reply
avatar

Comente sem anarquizar, por favor. Aqui não é casa da mãe Joana. EmoticonEmoticon