[Divã do Ehg] Carência


Sim, eu sei que sumi. Nem ligo.

Mas então...

Recebi mais um e-mail pro "Divã do Ehg". É bem curtinho, então vamos lá!

"Então.. meu problema era: eu sempre quero q o meu namorado vá comigo nos lugares, msm q seja reunião de turma e tal.. mas ele queria ter mais liberdade. o q eu entendo e respeito. mas pq mulher tem sempre essa carência de querer sempre por perto???"

Fudeu.


Vamos por partes, xuxu.

Parabéns por entender que seu namorado precisa de mais espaço que você. Normalmente essa é a etapa mais TENSA da situação, mas você além de ser compreensiva até respeita as necessidades dele! Então esse é um problema a menos, certo?

Só que não é não. Você simplesmente entende e respeita, mas não aceita que ele como homem sinta menos sua falta que você sente dele e/ou não aceita que você como mulher sinta uma necessidade maior de ter ele por perto o tempo todo para te fazer um cafuné, dar um chamego no seu cangote ou simplesmente fazer companhia enquanto come um delicioso pacote de jujubas te chamando de “momô”.

Antes de qualquer coisa, não pense que a carência é uma sensação exclusivamente feminina ou que seja aplicável a TODAS as mulheres. Ah, e também não pense que todos enxergam a carência da mesma forma. É uma parada meio complicada falando assim, mas você vai entender.

Você não precisa saber os motivos da carência existir. Você precisa lidar com ela.

Primeiro, entenda que a carência é uma coisa PESSOAL, não é uma discussão de gênero ou sexo. Existem mulheres que são verdadeiras lobas solitárias, mas também existem homens heteros que são tão grudentos quanto chiclete vagabundo na calçada em um dia de sol.

SAI DAKI! SAI DAKI!

Segundo, é IMPOSSÍVEL listar as causas da carência. Pode ser uma necessidade causada pela genética que a gente carrega de nossos ancestrais primatas para o instinto de reprodução da espécie, mas também pode ser uma carga de hormônios tarados para que a gente sempre queira alguém juntinho o tempo todo. Eu não tenho a resposta pois não sou cientista, e acima de tudo, não me importo com ela pois não vejo importância alguma em saber.

A carência tem diversos significados, causas e consequências. Pode ser falta de carinho, necessidade de ter alguém ao seu lado, ficar possessivo por medo de perder quem você ama graças a esse mundo louco e cheio de putarias... Vai saber? É tudo uma questão de autoconhecimento e tempo para definir a carência que você sente e mostrar pra ela que é você quem manda no pedaço, morô bixo?

Eu até gostaria de poder te dizer qual o tipo de carência que você sente e a fórmula mágica para poder diminuí-la, fazendo com que você se sinta melhor sendo menos carente e mostrando pro seu namorado que você pode muito bem dar e ter o espaço que você merece. Mas, sinceramente, acho que nem com uma lobotomia acompanhada de uma simples receita de bolo para você compreender melhor e lidar com isso eu iria conseguir fazer você acordar para a realidade, apagando de vez suas frustrações. Afinal, é muito fácil falar e dar conselhinhos num blog de merda.

Mas que tal tentarmos colocar TODAS as cartas na mesa e aí sim pensarmos com clareza com o que podemos fazer a respeito disso?

No seu lugar, eu conversaria com ele. Coisa que você já fez, e aparentemente ficou acordado que você daria mais espaço ao seu príncipe no cavalo branco. Achei digno, mas não adianta nada você resolver algo no seu relacionamento se não resolver consigo mesma, percebendo que isso é realmente importante para os dois.

Todos nós precisamos ter nosso espaço. Isso é ótimo, pois a distância criada por esse espaço evita o principal problema dos relacionamentos, que é a maldita rotina criada pelo dia a dia de um casal que se encontra com uma freqüência relativamente alta e que deixa ambos (ou um dos dois) numa situação desconfortável causada pela mesmice. Sim, MESMICE. Cedo ou tarde ela aparece.

E COMO aparece...

Além disso, precisamos entender que alguns precisam de mais espaço que outros e que não há nada que possamos fazer para mudar isso. Isso não é uma situação do tipo “OH MEU DEUS, ELE PRECISA DE MAIS ESPAÇO QUE EU, ELE ME AMA MENOS”. Não tem nada a ver com sentimento, é uma necessidade super normal, porém tão relativa quanto entrar no Facebook para ver se algo novo tá acontecendo. O que resta é aceitar esse espaço e ocupá-lo com coisas do seu interesse, como cuidar das plantinhas da vovó ou aprender a cozinhar uma deliciosa sopinha de chuchu.

Se você vai numa reunião de amigos seus, entenda que pode ser muito mais divertido para os dois caso você vá sozinha. Ele não vai ficar sobrando sentado no canto feito um abajur e você vai poder conversar com suas amigas sobre tudo, sem ter que se preocupar em dividir a atenção ou falar algo que ele não gostaria de ouvir, mas suas amigas SUPER se interessariam. Sim, eu sei que você quer mostrar para todos como ele é super legal, lindo e bem dotado, mas convenhamos que há situações e situações. É diferente você levá-lo para uma saída na Lapa com suas amigas ou arrastá-lo para uma social na casa de uma delas, aonde só vão pessoas mais próximas que ele não conhece e pode não ter a menor intenção de conhecer.  Ou você gostaria de ir numa festa onde só houvesse amigos dele falando de mulher, cerveja e futebol? É uma via de mão dupla.

Se isso não for o suficiente para fazer você aceitar esse espaço por causa daquela PUTA saudade que você sente dele, fique tranqüila. Lembre-se que um dos melhores momentos dos relacionamentos é quando os dois matam a saudade com requintes de crueldade, sem dó nem piedade, fazendo voltar a tona todo o amor que vocês sentem quando estão juntos. Acabei de escrever o parágrafo mais gay do mundo, mas foda-se. É a verdade, então nem ligo.

Foto fofinha para fim de texto fofinho.

E é isso. Espero ter sido útil!

Ehg – Distribuindo alegria por aí.
Próximo
« Anterior
Anterior
Próximo »

6 comentários

Write comentários
Erosexy
AUTHOR
7 de fevereiro de 2011 19:54 delete

Postagem muito boa

De fato, só respeitar a necessidade não é o bastante,o importante é aprender como lidar com isso!

Reply
avatar
fernanda
AUTHOR
8 de fevereiro de 2011 20:33 delete

nossa, 100% verdade.


vc é bom! :)

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
10 de fevereiro de 2011 23:59 delete

Ihh adorei, admito que foi a primeira vez q li um post seu mas... adorei!
bjx
tati

Reply
avatar
11 de fevereiro de 2011 00:26 delete

num li tudo maaaaaaaas, uma boa parte!

To te seguindo heim, gayzinho! ♥

Reply
avatar
razorblade
AUTHOR
29 de fevereiro de 2012 15:19 delete

Seus textos são sensacionais. Vou me inspirar neles em minha vidinha de colegial.

Reply
avatar
lubithu
AUTHOR
8 de outubro de 2012 01:09 delete

NOSSA.... MUITO ISSO MESMO!!!!
ADOREI!!! e o texto tem a ver comigo tambem....¬¬'
Gostei desse divã ^^

Reply
avatar

Comente sem anarquizar, por favor. Aqui não é casa da mãe Joana. EmoticonEmoticon